O que é fazer “forward” ou “masking” a um domínio?

Já foi aqui referenciado diversas vezes a importância que um domínio tem para um negócio, assim como a importância da escolha acertada desse mesmo domínio, porém existem outras temáticas que necessitam de ser abordadas de forma a esclarecer pequenas dúvidas que possam surgir por parte dos mais curiosos ou daqueles que procuram melhorar a sua presença online.

Se por um lado escolher o domínio certo para o seu negócio é quase obrigatório, por outro saber fazer uso do mesmo, ou saber complementar essa mesma escolha, é igualmente importante para conseguir assim melhorar a sua presença online e tirar o máximo proveito disso.

Existem várias técnicas para conseguir ganhar dinheiro apenas com os domínios, seja a colocá-los em “parking” (vamos falar disso mais à frente), ou usando a técnica do forward ou masking, sendo que cada uma delas têm as suas próprias características e devem sempre ser feitas de acordo com as necessidades e objectivos finais do utilizador.

Forward a um domínio

Em primeiro lugar é necessário entender o que significa forward de um domínio, já que não sendo uma palavra portuguesa, a sua tradução nem sempre é feita da melhor forma. Em termos práticos, “forward” significa encaminhamento, isto é, neste caso específico esta técnica consiste na colocação de um domínio a apontar para um website diferente do que na realidade foi digitado.

Complicado de entender à primeira? Então vamos colocar em termos práticos para que se torne mais simples de perceber o que foi dito anteriormente. O objectivo principal é que o utilizador seja encaminhado para um site diferente do que na realidade ele colocou na barra de endereço do browser, o que para alguns negócios pode tornar-se extremamente vantajoso.
Por exemplo, se digitar lojade.com no seu browser verá que é encaminhado para a nossa página dominiodeinternet.com.

Vantagens em utilizar o encaminhamento de domínios

– Em caso de mudança de nome do seu negócio ou empresa, torna-se muito mais simples manter o domínio anterior evitando assim que ligações anteriores sejam perdidas, fazendo o encaminhamento do mesmo para o domínio novo!
– Existem ainda muitos que utilizam o encaminhamento de domínios para fazer uso dos domínios homónimos (ou seja, que se escrevem e lêem da mesma forma mas têm significados diferentes), já que muitos utilizadores podem enganar-se a digitar o domínio.
– Uma outra vantagem, muito semelhante à anterior, é fazer uso dos erros mais comuns, como a troca de letras (dando um exemplo rápido, objectivo.com e obgectivo.com), apesar de parecer um pouco despropositado, é sempre uma forma de não perder qualquer tipo de utilizadores que se possam enganar a escrever.
– Uma vantagem um pouco mais recente é relativa ao novo acordo ortográfico, com algumas palavras a mudarem completamente de grafia, é quase obrigatório fazer uso das mesmas para encaminhar domínios “ao abrigo do novo acordo ortográfico” para os mais antigos e populares.

Masking a um domínio

A grande vantagem do masking em relação ao forward é que esta estratégia esconde ao visitante que este está a ser redireccionado para outro domínio, ao contrário do que acontecia com o encaminhamento de um domínio.

Existem diversas razões para fazer um masking ao seu domínio, no entanto vamos destacar apenas duas delas, as mais importantes para nós: redireccionar o seu visitante para uma filial do seu projecto ou então a mudança necessária do website da sua empresa para algo totalmente diferente (por motivos diversos).

Neste caso, para que tudo funcione da forma mais adequada possível, é importante que existam muito boas práticas em marketing online para divulgar o seu novo domínio, conseguindo assim impulsionar as visitas através do mesmo.

Esta técnica é muito usada nos dias de hoje para “mascarar” as ligações de programas de afiliados, isto é, sempre que um utilizador segue uma ligação sua referente a um programa de afiliados, estará a ganhar (seja por clique, registo ou venda), no entanto para que o utilizador não conheça essa ligação muitos usam a máscara de ligação do domínio em questão.

Como fazer um forward ou masking de um domínio

Existem várias formas para seguir estas estratégias de domínio, sendo que o utilizador deverá escolher aquela que melhor se enquadrar nas suas necessidades e nos seus objectivos finais.

– Através do seu cpanel no seu próprio alojamento, sendo que neste caso é necessário alguns conhecimentos básicos para que não ocorram problemas futuros.
– Através da sua empresa de registo de domínios.
– Através de plugins específicos para esta tarefa, existem vários para as várias plataformas de programação e para os vários CMS disponíveis.

Salientamos ainda que geralmente no caso de utilizar a empresa de registo de domínios para o fazer, é possível receber a ajuda de profissionais especializados na matéria para que não corram problemas futuros com o encaminhamento e máscara dos seus domínios.

Estas são duas das melhores estratégias de marketing que os domínios podem usufruir, não só melhorando drasticamente a forma como o próprio utilizador navega livremente na Internet, como ainda melhorando a aparência dos domínios e aumentando a popularidade do seu projecto online. Apesar de não serem estratégias muito simples de implementar, tal como acontece com outras como a informação WHOIS (já que é algo completamente automático e que não depende do utilizador em questão), o forward e masking de domínios pode revelar-se extremamente vantajoso para algumas situações específicas.

Em suma, a utilização destas duas estratégias permite encaminhar os seus visitantes para outros caminhos que na realidade estes não digitaram, utilizando a máscara (escondendo o que na realidade está a encaminhar) ou fazendo-o livremente e sem receios de perder com isso qualquer tipo de reputação.

Os nossos leitores também viram:

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *