O que é a Cloud?

A Internet está conscientemente e constantemente em evolução, por isso são muitos os recursos, serviços e funcionalidades que vão surgindo de forma a melhorar todo o processo, navegação e até interactividade entre Internet e utilizadores com vários níveis de conhecimentos. Um dos recursos mais falados nos últimos tempos e que profissionais acreditam que seja indispensável num futuro próximo, é a Cloud, extremamente útil para pessoas e empresas.

O principal objectivo deste recurso é garantir uma economia muito maior, ao mesmo tempo que transformam o seu servidor em algo mais adequado às necessidades de cada utilizador. Com este recurso o utilizador terá muito mais segurança com os seus websites, mas ao mesmo tempo não necessitam de adquirir serviços extra de elevados valores, sendo apenas necessário aumentar ou diminuir a sua “parte” da nuvem (cloud) da forma que mais lhe convém.

O que é a Cloud?

O termo Cloud significa nuvem em inglês, no entanto em termos práticos esse foi o nome dado a um conjunto de servidores, discos rígidos e características que fornecem milhares de serviços de alojamentos. Este nome surgiu depois de profissionais compararem este recurso com a atmosfera, já que o utilizador poderá utilizar os serviços da forma que mais se adequa às necessidades, apesar de não existirem limites, como acontece com a atmosfera.

Em termos práticos, a Cloud é um espaço com vários servidores, cada um deles com os seus processadores, discos rígidos e memórias, sendo que a capacidade total desse espaço é denominado de Cloud. O utilizador em si, recorre a uma empresa de alojamento para alugar uma “fatia” desse mesmo espaço, não necessitando de se cingir aos planos pré-definidos, podendo assim adaptar o mesmo às suas necessidades. A grande novidade veio ainda na forma como a “nuvem” encara as falhas, isto é, há sempre o dobro dos recursos que se encontram em espera para o caso de algo falhar, permitindo assim que o servidor use outro recurso em substituição instantânea, evitando a interrupção do serviço, mantendo o seu website sempre online e sem quebras.

Tipos de Cloud existentes

Apesar de termos falado apenas na questão dos servidores para colocação de websites online, existem vários tipos de cloud existentes actualmente, usando várias tecnologias e características distintas.

Public Cloud – este é o serviço mais comum, podendo ser utilizado dinamicamente pela Internet, usando softwares e aplicações específicas, sendo sempre administradas por uma entidade competente e com as características necessárias.

Private Cloud – como o próprio nome indica, é um serviço que é acedido apenas por uma número limitado de pessoas, geralmente este serviço está associado a uma empresa ou organização, já que é possível reter dados no espaço, permitindo que apenas alguns funcionários possam ter acesso. Este serviço permite a utilização de passwords para garantir total segurança.

Hybrid Cloud – combinação de public e private cloud, onde a empresa é a detentora de uma parte da estrutura e serviço, enquanto que outros recursos são partilhados controladamente pela própria empresa.

Community Cloud – um recurso que permite que várias organizações ou empresas com o mesmo tipo de exigências e necessidades usem a mesma infra-estrutura ou os serviços em si.

Vantagens e Desvantagens da Cloud

Sendo este um recurso relativamente recente, é importante chamar a atenção dos utilizadores para todas as vantagens e desvantagens da sua utilização, garantindo assim que estes têm a informação necessária para fazer a escolha acertada para as suas necessidades.

Vantagens

– este é um serviço que agrada à maioria dos utilizadores, desde as pequenas necessidades até aos recursos avançados, garantem confiança e disponibilidade.
– outro factor que funciona como uma das principais vantagens é o seu custo, já que a nível de investimento torna-se muito mais lucrativo investir num recurso destes do que propriamente num alojamento tradicional, pois estará a adaptar o mesmo às suas necessidades, evitando pagar por serviços e recursos que não vai utilizar.
– a garantia que raramente o seu website estará offline é outra das grandes vantagens deste recurso, utilizando uma parte dos recursos extra para aumentar a essa segurança online, é possível que o seu website durante alguns minutos esteja acessível, enquanto os seus concorrentes estão com o projecto offline.
– Correr diferentes aplicações é uma realidade da Cloud. Imagine que está em viagem e que precisa de fazer uma apresentação para um cliente. Na Cloud é possível fazer isso, utilizando apenas um browser. Um dos melhores exemplos é o Google Docs.

Desvantagens

– a primeira desvantagem deste serviço é o facto de ser extremamente recente, existindo ainda pequenas falhas e melhorias a serem feitas, o que em termos práticos resulta na falha do serviço por alguns minutos. (apesar dos websites serem afectados raramente)
– a segurança do serviço é outro dos factores desvantajosos para alguns utilizadores, já que a garantia dos dados armazenados não é das melhores, há muitos utilizadores a não adquirirem este tipo de serviços por falha de seguranças que possam ocorrer. Esta situação ocorre, principalmente porque não se sabe quem são os membros na nuvem.

Comparação da Cloud com os alojamentos tradicionais

A Cloud era um mundo completamente desconhecido para a maioria dos utilizadores há cerca de 3 anos atrás, porém com o passar do tempo, pequenas aplicações e tarefas simples começaram a levar os utilizadores a pesquisar mais e quererem saber mais sobre o assunto.

Com uma utilização inicialmente pessoal, principalmente guardando fotografias no Flickr ou Picasa, rapidamente o assunto passou ao campo empresarial e eram cada vez mais os administradores que procuravam as melhores soluções possíveis para os seus servidores.

Recorrendo muitas vezes a serviços de alojamento de empresas nacionais e internacionais que mais tarde se vinham a apresentar como incompletos, demasiado complexos ou sem a satisfação necessária para as suas necessidades, surgiram diversas propostas por grandes empresas que apresentavam a Cloud como o melhor recurso existente nos dias de hoje.
Permitindo que os utilizadores possam adaptar os serviços de alojamento às suas necessidades, garantiu muito mais poupança e elasticidade dos recursos apresentados, aumentando também o uptime dos servidores e consequentemente dos websites, já que alguns dos recursos adquiridos eram exactamente para essa mais-valia, como se funcionassem estilo “backup” em tempo real, fazendo com que os utilizadores nunca encontrassem o website em modo offline.

Conclusão

Em suma, os sistemas operativos mais abertos e flexíveis, os serviços mais simplificados e seguros e as funcionalidades mais rápidas, vieram colmatar falhas que existiam, levando os utilizadores a procurarem alternativas aos existentes. A Cloud veio para ficar e muitos especialistas afirmam que será certamente o futuro da Internet, garantindo o acesso a informação em qualquer local, sem a necessidade de discos rígidos e aplicações especiais.

Os nossos leitores também viram:

  • Sem artigos relacionados